(VÍDEO) Carimbão rejeita proposta de porte de arma para servidores

O líder do Pros, deputado Givaldo Carimbão (AL), votou pela rejeição, na terça-feira (1), do artigo que concedia porte de arma de fogo a agentes públicos

02/03/2016 às 12:47:00 | 301 visualizações

O líder do Pros, deputado Givaldo Carimbão (AL), votou pela rejeição, na terça-feira (1), do artigo que concedia porte de arma de fogo a agentes públicos. O artigo, previsto na Medida Provisória 693/15 acabou sendo excluído em votação na mesma noite no Plenário Ulysses Guimarães, por 245 votos a 193.

Carimbão argumentou que a melhor campanha de combate à violência é a do desarmamento, retirando armas ilegais de circulação e preservando os registros de armas legais nas mãos de policiais. “Nós construímos a Secretaria de Promoção da Paz no estado de Alagoas. Nós conseguimos dois ônibus para realizar essa campanha de desarmamento. Foi o estado que mais desarmou no Brasil”, disse Carimbão.

Carimbão rejeita proposta de porte de arma para servidoresO líder do Pros, deputado Givaldo Carimbão (AL), votou pela rejeição, na terça-feira (1), do artigo que concedia porte de arma de fogo a agentes públicos. O artigo, previsto na Medida Provisória 693/15, acabou sendo excluído em votação na mesma noite no Plenário Ulysses Guimarães, por 245 votos a 193.Carimbão argumentou que a melhor campanha de combate à violência é a do desarmamento, retirando armas ilegais de circulação e preservando os registros de armas legais nas mãos de policiais. “Nós construímos a Secretaria de Promoção da Paz no estado de Alagoas. Nós conseguimos dois ônibus para realizar essa campanha de desarmamento. Foi o estado que mais desarmou no Brasil”, disse Carimbão.

Publicado por Liderança do PROS na Câmara Federal em Quarta, 2 de março de 2016

Redação PROS na Câmara

Sem tags