Bancada evangélica não está sozinha na Câmara, afirma Ronaldo Fonseca

Segundo o parlamentar, a sociedade também é contra a descriminalização do aborto e a legalização da maconha.

30/11/2015 às 15:16:00 | 180 visualizações

O deputado Ronaldo Fonseca (PROS-DF), durante sessão solene em homenagem ao Dia do Evangélico, nesta segunda-feira (30), afirmou que a pauta defendida pela bancada evangélica na Câmara dos Deputados não representa um retrocesso. “Somos chamados de retrógrados porque não queremos o desmanche da família brasileira, porque somos contra a legalização do aborto e das drogas. Queremos um País que respeite Deus. A Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional, composta por mais de 70 deputados, desenvolve um trabalho respeitando a bíblia e preservando os princípios cristãos desta nação”, destacou.

Segundo o parlamentar, pesquisa realizada pelo PSDB aponta que os temas defendidos pela bancada evangélica no Congresso vão ao encontro do que a sociedade  deseja. O estudo revelou que 78,7% da população é contra a liberação das drogas leves para o consumo pessoal.  Em relação à descriminalização do aborto, 78% são contrários à proposta. “Essa não é uma pesquisa feita por evangélicos, mas sim um retrato do Brasil.  O que o cidadão quer é acabar com este lixo, esta doença, este câncer chamado corrupção”, comentou Fonseca, ressaltando que os parlamentares não estão trabalhando sozinhos. “Há líderes, pastores e membros da igreja que não vão permitir que a família brasileira seja sepultada. Não estamos sozinhos nesta batalha”, frisou.  

Na avaliação de Fonseca, o trabalho realizado pela Frente tem impedido a aprovação de leis que prejudicariam a instituição familiar. “Querem um Brasil ateu, de costas para Deus. Hoje, evangélicos estão rezando pelo País, porque acreditam que a solução para tudo isso que está acontecendo é Jesus Cristo”, disse.

 

 

Redação PROS na Câmara

Sem tags