Câmara entrega prêmio Darcy Ribeiro de Educação

Por indicação do deputado Rafael Motta, a professora Débora Seabra é a primeira portadora de síndrome de Down a receber a homenagem.

27/10/2015 às 19:32:00 | 174 visualizações

O deputado Rafael Motta (PROS-RN) participou, nesta terça-feira (27), da entrega do Prêmio Darcy Ribeiro de Educação 2015, criado para contemplar pessoas ou entidades cujos trabalhos ou ações mereceram destaque especial na defesa e na promoção da educação brasileira. O parlamentar entregou a premiação a uma das agraciadas, a primeira professora com síndrome de Down do País, Débora Seabra. “Este prêmio é um reconhecimento àqueles que priorizam a educação, homenageando todos que têm ações de destaque no setor e que se preocupam com o cidadão deste País”, ressaltou o deputado.

A professora, indicada pelo parlamentar para receber o prêmio, dedicou-se nos últimos anos à educação infantil, à defesa da inclusão na escola regular de professores e à defesa de estudantes com deficiência nas instituições de ensino. “Eu tive o prazer de indicar a professora Débora para receber esta honraria. Ela foi escolhida porque tem uma trajetória exemplar e é um orgulho para todos nós potiguares. Tem uma personalidade forte, é determinada e se destaca na luta pela inclusão da pessoa com síndrome de Down nas escolas do nosso País”, destacou Rafael Motta

A educadora, que lançou recentemente o livro “Débora conta Histórias” - um apanhado de fábulas infantis que contêm mensagem de apoio ao direito de ser diferente, afirmou que continuará na luta pela inclusão social. “Estou orgulhosa de receber esta premiação. Quero dizer que amo minha profissão e meus alunos. Pretendo continuar meu trabalho como professora, acreditando em valores, na diversidade e promovendo a inclusão para mim e para todos”, contou.

Rafael Motta defendeu a ampliação do convênio assinado entre a Câmara dos Deputados e a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), que permite a contratação de alunos da instituição para trabalhar na conservação e restauração dos livros do acervo do Centro de Documentação e Informação. Para o parlamentar, a iniciativa deveria ser estendida a outras entidades e se tornar algo permanente na Casa. “Já entreguei essa solicitação à Mesa da Câmara. O meu objetivo é que os estudantes com síndrome de Down possam trabalhar em outros departamentos, como já ocorre na Assembleia Legislativa de Natal desde 2011, onde o Parlamento assegura a presença deles em vários setores, inclusive no Plenário. Esses estudantes estão sempre dispostos a servir e ensinar os deputados”, frisou Motta.

 

A premiação
O Prêmio Darcy Ribeiro é promovido pela Comissão de Educação, que elege todos os anos três pessoas físicas ou jurídicas que são exemplos nas ações educativas do país. A premiação consiste na concessão de diploma de menção honrosa e outorga de medalha com a efígie de Darcy Ribeiro.

Na escolha dos agraciados, a Comissão de Educação leva em consideração critérios de originalidade, ou caráter exemplar das ações educativas desenvolvidas pelos indicados ao prêmio. Todos os deputados federais e senadores podem fazer suas indicações para o Prêmio Darcy Ribeiro, e os três agraciados são escolhidos por meio de votação pelos membros da Comissão de Educação.

Este ano, também foram agraciados com a premiação: Daniel Tojeira Cara, coordenador-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação e a Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, pelo trabalho em prol da primeira infância.  

 

Redação PROS na Câmara

Sem tags