Domingos Neto discute os desafios do primeiro emprego

Atualmente, a taxa de desemprego entre jovens chega a ser quase três vezes maior que entre os adultos, os principais atingidos são jovens entre 18 e 24 anos.

26/10/2015 às 10:42:00 | 220 visualizações

“O desemprego da juventude não está diretamente ligado à baixa qualificação profissional, pois as pesquisas comprovam que até mesmo aqueles com escolaridade mais alta também são alcançados. É preciso combater o subemprego, que atinge principalmente aqueles que só tiveram acesso à educação básica”, ressaltou o deputado Domingos Neto (PROS-CE), que participou, nessa quinta-feira (22), do Programa Ocupação da TV Câmara.  Na avaliação do parlamentar, um dos grandes problemas enfrentado pelo País  é o fato de muitos jovens de baixa renda abandonarem os estudos para conseguir uma renda mínima. “Eles acabam aceitando qualquer tipo de emprego, simplesmente para conseguir se sustentar. Não podemos pensar na questão do trabalho, sem levar em consideração que a base de tudo é uma boa educação”, afirmou.

Atualmente, a taxa de desemprego entre jovens chega a ser quase três vezes maior que entre os adultos, os principais atingidos são jovens entre 18 e 24 anos, com ensino médio incompleto. Aqueles com escolaridade mais alta, que até bem pouco tempo eram os menos afetados, passaram a enfrentar o problema.  De acordo com a Organização Internacional do Trabalho as perspectivas não são boas e a taxa de desemprego continuará aumentando nos próximos dois anos.

Durante o debate, Domingos Neto criticou a dificuldade enfrentada pelos projetos que envolvem programas de primeiro emprego para tramitar na Câmara dos Deputados. Segundo o parlamentar, isso ocorre devido ao lobby do sistema industrial brasileiro dentro da Casa. “Se a proposta prevê percentual de investimento em capacitação da juventude ou reserva na folha para o jovem no primeiro emprego, ela não consegue ser aprovada. Eu já apresentei algumas propostas neste sentido, mas chega na Comissão de Justiça e pedem vista e o projeto não segue”, contou.

O programa contou com a presença de cerca de 70 jovens universitários, de todo o Brasil, que participam do Estágio-Visita e do deputado Leonardo Picciani (PMDB-RJ). 
 

Redação PROS na Câmara

Sem tags