Carimbão defende mais políticas públicas no combate à violência e às drogas

O parlamentar foi um dos idealizadores da Secretaria Especial da Promoção da Paz de Alagoas criada em 2009.

08/10/2015 às 15:17:00 | 195 visualizações

Em audiência pública conjunta das comissões de Educação e Cultura sobre experiências educacionais voltadas para cultura de paz, o deputado Givaldo Carimbão (PROS-AL) defendeu mais políticas públicas no combate à violência e às drogas. O parlamentar, que já viajou 22 países e todo o Brasil para discutir o tema, afirmou que os investimentos do governo nos estados e municípios destinados para essa área ainda são muito restritos. “Um preso custa para o País em média R$ 5 mil reais por mês. Enquanto isso, muitos prefeitos não conseguem investir em cultura de paz o valor de R$ 5,00 por aluno”, comentou.

O deputado informou que ajudou a aumentar os impostos da bebida e do cigarro no estado para ajudar as unidades terapêuticas destinadas à recuperação de dependentes químicos. Segundo Carimbão, Alagoas é o estado que mais vem reduzindo os índices de violência. “Hoje há 400 vagas disponíveis nas casas de recuperação financiadas pelo governo”, disse.

Carimbão foi um dos idealizadores da Secretaria Especial da Promoção da Paz de Alagoas. Criada em 2009, tem como objetivo articular junto às demais estruturas de governo políticas de desenvolvimento de cultura de paz, bem como interferir positivamente na diminuição dos indicadores de violência crescentes. “Já ganhei o título de cidadão mundial da paz e convenci o governador a criar a primeira secretaria da paz e do mundo. Não é preciso apenas de polícia e justiça para resolver o problema do Brasil, mas sim de programas contínuos e que capacitem nossos cidadãos”, defendeu. 

Redação PROS na Câmara

Sem tags