Viação e Transporte debaterá situação do transporte aquaviário e marítimo

A audiência vai discutir os riscos para o setor, decorrentes do não pagamento de contratos com empresas investidoras.

02/09/2015 às 16:00:00 | 185 visualizações

Foi aprovado, nesta quarta-feira (2), na Comissão de Viação e Transportes, o requerimento dos deputados Hugo Leal (PROS-RJ) e Júlio Lopes (PP-RJ), que propõe a realização de audiência pública para discutir os riscos ao transporte aquaviário e marítimo, decorrentes da inadimplência da empresa Sete Brasil junto aos estaleiros. “Os acontecimentos recentes e a redução dos investimentos têm trazido muita apreensão para todos nós, não só do ponto de vista da empregabilidade, mas também no impacto na produção de petróleo. Por meio do debate será possível ouvir os representantes da Petrobras, da Sete Brasil e dos estaleiros e chegar a uma posição em relação à continuidade dessas atividades”, explicou Hugo Leal.  

Ao justificar o requerimento, os deputados ressaltaram que a instalação de estaleiros no País tem sido muito positiva para a indústria naval brasileira e para o transporte aquaviário, gerando emprego e renda e reduzindo custos na exploração de petróleo e no transporte de pessoas e bens. Entretanto, informaram os parlamentares, tem sido noticiado que essa área de transportes está sendo ameaçada em razão do não pagamento dos contratos com as empresas investidoras. 

Aumento de pegádio
A comissão também aprovou a realização de mesa redonda na cidade de Juiz de Fora (MG) para debater o aumento da tarifa básica de pedágio da rodovia BR-040, no trecho Rio de Janeiro-Juiz de Fora. O requerimento, de autoria do deputado Wadson Ribeiro (PCdoB/MG) foi subscrito pelo deputado Hugo Leal, que ressaltou a importância da discussão do tema, já que o trecho vem sofrendo diversos aumentos subsequentes na TBP considerados questionáveis.

O aumento mais recente autorizado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres, de 23,37% já está sendo cobrado desde o último dia 20 de agosto. O reajuste ficou bem acima da inflação do período, que foi de 8,89%. Para automóveis de passeio, o valor passou de R$ 9,00 para R$ 11,20. De acordo com o parlamentar, durante os 19 anos que a BR-040 vem sendo administrada pela Concer a inflação acumulada ficou em 218%.

Com informações da assessoria do deputado Hugo Leal. 

 

 

Redação PROS na Câmara

Sem tags