Hugo Leal quer aprofundar debate sobre metodologia de detecção de uso de outras drogas no trânsito

O deputado participou nesta terça-feira de audiência na Comissão de Viação e Transportes que discutiu o uso de reagentes para detecção toxicológica.

25/08/2015 às 17:17:00 | 182 visualizações

Em audiência na Comissão de Viação e Transportes (CVT) que discutiu, nesta terça-feira (25), a utilização de reagentes para detectar nos motoristas o uso de outras drogas, além do álcool, o deputado Hugo Leal (PROS-RJ) ressaltou que é preciso aprofundar o debate em torno da metodologia e da certificação dos sistemas e tecnologias a serem utilizados, de forma a garantir à população e aos agentes públicos a eficácia e confiabilidade dos testes. Ele lembrou que o Código Brasileiro de Trânsito já prevê a detecção de outras drogas além de bebidas alcoólicas.

A audiência ocorreu uma semana após o retorno dos parlamentares da CVT de missão oficial para debater a legislação dos Estados Unidos sobre controle de uso de drogas por motoristas e os procedimentos de exames toxicológicos. Segundo o parlamentar, durante a missão oficial foi possível constatar que o Brasil se equipara aos demais países no processo de implementação deste tipo de abordagem, embora já tenha uma legislação mais avançada. Para o presidente da Associação Nacional dos Departamentos de Trânsito, Marcos Traad, é preciso desenvolver formas estratégicas de abordagem. Segundo ele, é preciso apostar na complementaridade dos exames para garantir a credibilidade dos procedimentos.

Participaram da audiência o chefe da Divisão de Planejamento Operacional da Polícia Rodoviária Federal, Edson Nunes de Souza; o assessor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) Daniel Cândido; e o presidente da Associação Brasileira de Criminalística, Bruno Telles.

Com informações da assessoria do deputado Hugo Leal.

 

Redação PROS na Câmara

Sem tags