Dr. Jorge Silva comemora redução de homicídios no ES

Segundo o parlamentar, Vitória registrou, em junho deste ano, o menor número de homicídios desde 2001.

07/08/2015 às 10:24:00 | 199 visualizações

O deputado Dr. Jorge Silva (PROS-ES) apresentou, em Plenário, dados da Secretaria de Segurança Pública do Espírito Santo apontando que a cidade de Vitória registrou, em junho deste ano, o menor número de homicídios desde 2001. Foram duas mortes nesse mês, e 34 em todo o primeiro semestre de 2015, o que significou uma redução de 50% em comparação ao mesmo período de 2014.

Alguns fatores foram decisivos para essa mudança, apontou o parlamentar. Entre eles, o fato de a série histórica estar baseada, de 15 anos para cá, em estatísticas da própria secretaria, a partir de critérios próprios e mais precisos. Antes disso, lembrou Dr. Jorge Silva, os homicídios cometidos na capital eram computados pelo DataSUS, “que redundava em números incorretos para avaliação”. Com a nova sistemática, o número de crimes é calculado no local da ocorrência, e não no local do atendimento da vítima.

Além da nova metodologia, o deputado também apontou a recomposição do efetivo das polícias Militar e Civil, a melhoria nas condições de monitoramento e avaliação de indicadores de desempenho, além da concentração mais racional da atividade policial por território de maior ocorrência. Ele destacou ainda o trabalho de prevenção realizado em conjunto com a Guarda Municipal de Vitória, e a parceria com o Judiciário e o Ministério Público estaduais, no sentido de acelerar os inquéritos e a expedição de mandados de busca e prisão.

“Os bons resultados não se limitaram à capital. O estado também registrou o índice mais baixo de homicídios desde o primeiro semestre de 2001, o que significa uma redução de 15% em relação ao mesmo período no ano passado”, informou Dr. Jorge.

Ocupação Social
O deputado destacou ainda o Projeto Ocupação Social, que investe na ocupação dos jovens entre 15 e 25 anos, que não trabalham nem estudam, nas periferias das cidades. Dados da Secretaria de Ações Estratégicas do estado mostram que 40% das vítimas de homicídios pertencem a essa faixa etária, sendo que a maior parte dela permanece fora da escola. O objetivo do programa é gerar oportunidades e reverter o quadro de vulnerabilidade social.

No médio prazo, avaliou Dr. Jorge Silva, a taxa capixaba de homicídios poderá chegar aos níveis considerados menos preocupantes pelas organizações internacionais, que gira em torno de 10 para cada 100 mil. “Não tenho dúvida de que a combinação de atitudes conscientes e previdentes, envolvendo avaliação de cenários criminais, indicadores estatísticos, orientação das polícias, apreensão de armas e aumento de cumprimento dos mandados de prisão, entre outras, mostrou-se decisiva na guerra contra o crime que se trava em nosso Espírito Santo”, avaliou o parlamentar.

Redação PROS na Câmara

Sem tags