Programa de Merenda Escolar deverá ser estendido aos profissionais de educação

A proposta, de autoria do deputado Dr. Jorge Silva, foi aprovada, nesta quarta-feira, na Comissão de Educação.

15/07/2015 às 14:28:00 | 115 visualizações

A Comissão de Educação aprovou, nesta quarta-feira (15), o Projeto de Lei 457/2015, de autoria do deputado Dr. Jorge Silva (PROS-ES), que estende o Programa de Merenda Escolar aos profissionais de educação em exercício em escolas públicas de educação básica e nas escolas filantrópicas e comunitárias de educação básica conveniadas com os entes federados.

“Admitir a extensão da alimentação aos membros da comunidade escolar é medida que beneficiará não só o processo de educação, mas também a própria vigência pedagógica, uma vez que ensinará a alunos e a profissionais da educação que o alimento tem valor. Além disso, compartilhar a alimentação com outros membros cria e reforça atitudes e valores como solidariedade e equidade”, afirmou Dr. Jorge Silva.

O parlamentar ressaltou ainda que as dificuldades enfrentadas atualmente pelos profissionais de educação no Brasil, como as duras condições de trabalho e a remuneração insuficiente, impedem com frequência que professores e funcionários das escolas brasileiras possam se deslocar para fazer suas refeições em casa ou estabelecimentos comerciais. “Não raro esses profissionais comem o que trazem de casa ou fazem apenas um lanche nas escolas que trabalham”, comentou o deputado.

Tramitação
A proposta, que está sujeita à apreciação conclusiva das comissões, segue agora para as comissões de Finanças e Tributação e Constituição e Justiça e de Cidadania. 

Redação PROS na Câmara

Sem tags