Ronaldo Fonseca defende projeto que dispõe de serviços de psicologia nas redes públicas

A proposta, aprovada na Comissão de Justiça nessa terça-feira, segue agora para apreciação do Plenário.

08/07/2015 às 10:49:00 | 215 visualizações

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou, nessa terça-feira (7), proposta que assegura atendimento por psicólogos e assistentes sociais a alunos das escolas públicas de educação básica. O texto aprovado é o substitutivo do Senado ao Projeto de Lei 3688/00, do ex- deputado José Carlos Elias.

A proposta prevê que psicólogos e assistentes sociais atuem nas escolas como profissionais parceiros dos gestores, professores, outros trabalhadores e membros da comunidade escolar, trabalhando na implantação de projetos pedagógicos, pela melhoria da qualidade do processo de ensino-aprendizagem e na mediação das relações sociais e institucionais.

Para o deputado Ronaldo Fonseca (PROS-DF), favorável à aprovação da matéria, o projeto vem ao encontro das necessidades das crianças, escolas e família. “Com esse texto, será possível apoiar tecnicamente os orientadores pedagógicos, oferecendo uma segurança maior no atendimento as nossas crianças. Não se pode fechar os olhos para a realidade das escolas públicas.  É preciso adotar medidas para que no futuro, aquele menor que hoje está no semáforo, não se torne um candidato à papuda”, afirmou o deputado.  

Tramitação
O projeto, que tramita em regime ordinário, segue agora para a apreciação do Plenário. 

Redação PROS na Câmara

Sem tags