Ademir Camilo insiste para que o governo não vete alternativa ao fator previdenciário

Para o parlamentar, a “regra 85/95” vai permitir que o aposentando tenha um salário digno.

16/06/2015 às 18:53:00 | 123 visualizações

Em Plenário, nesta terça-feira (16), o deputado Ademir Camilo (PROS-MG) ressaltou a importância de a presidente Dilma Rousseff (PT) sancionar a regra do novo cálculo para aposentadoria aprovada pelo Congresso Nacional, chamada de “fórmula 85/95”. A proposta estabelece que, para se aposentar recebendo os proventos integralmente (obedecido o teto de R$ 4.663,75 da Previdência Social), os trabalhadores têm que somar o tempo de contribuição e a idade até atingir o limite 85, para as mulheres, e 95 para os homens.

“Esta regra vai dar àqueles que já podem se aposentar, àqueles que estão prestes a se aposentar e àqueles que ainda vão se aposentar a possibilidade de ter um salário digno. É preciso criar uma nova regra, mas uma que seja pautada em princípios. Por isso, presidente Dilma, não vete essa nova regra, para que esta Casa não tenha a possibilidade, mais uma vez, de derrubar o veto”, afirmou Camilo. 

Redação PROS na Câmara

Sem tags