Valtenir Pereira cobra diálogo com o presidente da Petrobras

O parlamentar irá apresentar um requerimento à Comissão de Fiscalização para que seja realizada uma visita técnica na sede da estatal.

11/06/2015 às 16:19:00 | 302 visualizações

Em audiência pública na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, que discutiu as consequências da Operação Lava Jato no índice de emprego, o deputado Valtenir Pereira (PROS-MT) informou que irá apresentar um requerimento à comissão, na próxima quarta-feira (17), para que seja realizada uma visita técnica na sede da Petrobras. Segundo o parlamentar, o objetivo é debater com o presidente da estatal, Aldemir Bendine, alternativas que garantam os empregos e a retomada de investimentos das empresas de engenharia do País.  “Depois de várias tentativas de agendar, sem sucesso, um encontro com o presidente da estatal, irei apresentar essa proposta. Não podemos aceitar esse descaso com esta Casa, então vamos discutir lá dentro da Petrobras”, afirmou.

Segundo Valtenir, existem módulos de exploração de petróleo em fase de execução sendo operacionalizados por empresas estrangeiras, prejudicando, desta forma, a economia brasileira. “Esses serviços não estão sendo executados no Brasil, mas são levados para fora, gerando emprego e renda em outros países”.  Se o Brasil desejasse isso, continuou o deputado, a empresa já teria sido privatizada. “É  preciso que o petróleo brasileiro seja operado por uma empresa nacional, pois assim a Petrobras estará cumprindo seu papel social”, argumentou.

O parlamentar ressaltou ainda que não há informações sobre qualquer tipo de movimento da estatal para salvar os seus empregos. “O presidente precisa assumir com esse Parlamento o compromisso de apresentar soluções para os problemas vivenciados pela empresa atualmente”, explicou.

A visita técnica, prevista para o próximo dia 19 (sexta-feira), será feita no formato de mesa-redonda. Serão convidados, além do presidente da Petrobras, os presidentes do Sindicato Nacional da Construção Naval; Federação das Indústrias do Rio de Janeiro; Federação Única dos Petroleiros  e Sindicato dos Engenherios do Rio de Janeiro.

 

Redação PROS na Câmara

Sem tags