Rafael Motta apoia o fim da reeleição

Para o parlamentar, a instituição é "um veneno que contamina os mandatos dos presidentes, dos governadores e dos prefeitos".

28/05/2015 às 11:01:00 | 147 visualizações

O deputado Rafael Motta (PROS-RN) defendeu o fim da reeleição para cargos do Executivo. Segundo o parlamentar, a medida colaboraria para  alternância no poder e tornaria as disputas mais igualitárias. “A reeleição é um veneno que contamina os mandatos dos presidentes, dos governadores e dos prefeitos. É uma instituição que tira o direito da competição, da concorrência livre e de as disputas serem em iguais condições”, afirmou. O discurso foi feito, nessa quarta-feira (27), no Plenário da Câmara dos Deputados, durante a discussão da reforma política,  que aprovou o fim da reeleição nos cargos do Executivo. A medida foi aprovada com o apoio majoritário das bancadas: 452 votos a favor, 19 contra e 1 abstenção.

Rafael Motta ressaltou que muitas vezes  o planejamento desses mandatos são feitos, única e exclusivamente, com fins eleitoreiros. “Os planos de cargos e os aumentos nos salários dos servidores públicos, por exemplo, são feitos com a intenção de se promover uma reeleição. A votação desta reforma é uma resposta que a sociedade espera do Plenário”, destacou.

Para o parlamentar, o fim da reeleição, aliado à coincidência dos mandatos e à prorrogação do mandato para cinco anos poderá trazer “mais moralidade para o País”.

 

Redação PROS na Câmara

Sem tags