Em Plenário, Domingos Neto registra morte da mãe do ministro Cid Gomes

Segundo o líder do PROS, Maria José Ferreira Gomes deixou como legado o valor da educação e da cidadania.

26/02/2015 às 16:44:00 | 200 visualizações

Líder do PROS, o deputado Domingos Neto (CE) registrou, em Plenário, a morte de Maria José dos Santos Ferreira Gomes, ocorrida no último dia 16. Maria José é mãe do ministro da Educação, Cid Gomes. “Aos 86 anos, ela permanecia ativa, observadora perspicaz da política, não só a do Ceará, conselheira de seus filhos, com a experiência de única brasileira mãe de dois chefes de estado”, afirmou, ao prestar solidariedade aos filhos Cid, Ciro, Ivo, Lúcio e Lia.

Maria José nasceu em São Paulo, mas adotou o Ceará como o seu estado ao mudar-se para Sobral, acompanhando seu marido, Euclides Ferreira Gomes, servidor público, que foi prefeito do município de 1977 a 1982. Cantora lírica na juventude, deixou a carreira artística para tornar-se educadora, “dando grande contribuição ao município de Sobral e, certamente, incutindo nos filhos valores que hoje favorecem o Brasil”.

O parlamentar lembrou ainda que a matriarca da família Ferreira Gomes participava ativamente das campanhas políticas, sendo seus filhos protagonistas delas ou não, com o sentimento de que o poder é uma delegação do povo. “Primeira-dama de Sobral, mãe de governadores em dois períodos diferentes e importantes da política cearense, dona Maria José foi uma ativista aguerrida da educação e da cidadania. Este é o legado que ela nos deixa”, concluiu.

Redação PROS na Câmara

Sem tags