Valtenir Pereira e Leônidas Cristino ressaltam a importância da Petrobras para o País

A CPI da Petrobras, instalada nesta quinta-feira (26), será presidida pelo deputado Hugo Motta e terá Luiz Sérgio como relator.

26/02/2015 às 16:15:00 | 186 visualizações

Em entrevista após a instalação da CPI da Petrobras, o deputado Leônidas Cristino (PROS-CE), integrante da comissão, afirmou que a expectativa é que o trabalho consiga desvendar os problemas que estão prejudicando a imagem da Petrobras. “O Brasil precisa que essa empresa continue trabalhando e desenvolvendo aquilo que ela se propôs a fazer ao longo da sua vida: produzir petróleo e refinar os nossos combustíveis e, desta forma, ajudar o Brasil a crescer e se desenvolver”, ressaltou.

Segundo o parlamentar, é preciso que os responsáveis pelos crimes sejam punidos e a reputação da estatal seja preservada. “Hoje, se renovou mais uma vez esta CPI. O meu compromisso é de trabalhar com tranquilidade, serenidade e respeito às leis. Não podemos, em hipótese alguma, não olhar com todo carinho para essa grande empresa. É preciso lembrar que ela contribui, de forma significativa, para que o Brasil configure entre as grandes potências do mundo”.

Para o deputado Valtenir Pereira (PROS-MT), suplente na CPI, a participação do PROS é uma grande oportunidade dada ao partido para auxiliar nas investigações e ajudar a “passar a limpo” todas as denúncias que envolvem a estatal. “Não podemos deixar que o nome de uma das nossas maiores empresas seja jogado na lama. E uma nova CPI, ainda que o Ministério Público e a Polícia Federal já estejam investigando várias denúncias, é o melhor fórum para esclarecermos o que de fato está acontecendo. Precisamos investigar mais a fundo, detalhar e aprofundar os fatos ocorridos”, disse.

Instalação da CPI
A CPI da Petrobras foi instalada nesta quinta-feira (26), com a eleição do deputado Hugo Motta (PMDB-PB) para presidir os trabalhos. O parlamentar recebeu 22 votos, contra 4 de Ivan Valente (Psol-SP) e 1 voto em branco. Motta designou como relator o deputado Luiz Sérgio (RJ), indicado pelo PT.

A partir da próxima segunda-feira (2), a CPI receberá requerimentos dos deputados, incluindo os pedidos de audiência pública e de convocação para interrogatórios. O prazo de funcionamento da CPI é de 120 dias, podendo ser prorrogado por mais 60.

Redação PROS na Câmara

Sem tags