Domingos Neto: “PROS deverá enfrentar temas como reformas política e tributária"

Nesta primeira entrevista como líder, o deputado reafirma o compromisso do partido com a eleição de Arlindo Chinaglia para a Presidência da Câmara.

01/02/2015 às 14:03:00 | 314 visualizações

Eleito neste domingo líder do PROS na Câmara, o deputado Domingos Neto (CE) avalia que o partido tem, em 2015, o desafio de estar cada vez mais unido e forte para ser protagonista de um novo momento que vive o País. O Parlamento, ressaltou, discutirá, neste ano, temas de extrema relevância, como as reformas política e tributária. Nesta primeira entrevista após sua confirmação como líder, Domingos Neto, que aos 26 anos torna-se o mais jovem líder partidário da história do Parlamento, também reafirma o compromisso do partido com a eleição de Arlindo Chinaglia para a Presidência da Câmara e com a luta pelo resgate do prestígio do Legislativo perante a sociedade.

Qual o desafio do PROS na Câmara para este ano?
Domingos Neto -
Vou trabalhar muito para construir unidade no partido para que façamos o PROS crescer. Até porque a Câmara será protagonista, em 2015, de importantes diálogos e discussões. O País vai precisar de grandes reformas, e isso passará pelo Poder Legislativo. O PROS deverá enfrentar temas como as reformas política e tributária. A redução dos impostos, inclusive, nasceu como uma das principais bandeiras do partido. Acredito que juntos seremos cada vez mais fortes para que o PROS seja protagonista neste novo momento do País.

Como o senhor avalia a representatividade do partido?
Domingos Neto -
O PROS é um partido novo, mas com forte representatividade em todo o País. Temos 11 deputados federais, e uma das principais pastas do governo, a da Educação, que tem à frente o ministro Cid Gomes - lembrando que o slogan do Governo Dilma é o de Pátria Educadora. O compromisso do partido é muito grande. O presidente do PROS, Eurípedes Júnior, tem neste ano uma missão ainda maior, que é a de consolidar o tamanho do partido. E a liderança na Câmara deve também ser instrumento para isso. Tenho o desafio de suceder o líder Givaldo Carimbão, que teve uma atuação marcante durante todo o ano de 2014.

O PROS trabalha para a eleição de Arlindo Chinaglia à Presidência da Câmara?
Domingos Neto -
Temos um compromisso firmado com o presidente Arlindo Chinaglia para a eleição da Câmara. Estamos consolidando a formação de um bloco, com PT, PROS, PSD e PCdoB, que terá o desafio de garantir, por meio da eleição do Arlindo, uma pauta positiva da Câmara, a autonomia deste Poder e o resgate da credibilidade do Parlamento. Imagine que hoje um deputado federal, quando sai da Câmara para o aeroporto ou qualquer outro lugar, tira o boton de seu paletó para evitar ser identificado. A eleição da Presidência desta Casa passa pelo resgate do Legislativo. 

Redação PROS na Câmara

Sem tags