Hugo Leal defende liberaço de canabidiol como medicamento

Na avaliação do parlamentar, que participará de reunião da Anvisa na próxima quinta, a batalha que precisa ser vencida é a do preconceito.

16/12/2014 às 00:00:00 | 232 visualizações

O deputado Hugo Leal (PROS-RJ) defendeu nesta manhã, em discurso no Plenário, a liberação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) da substância canabidiol para uso exclusivo como medicamento. A Anvisa realiza reunião na próxima quinta-feira (18) para analisar a autorização da substância que é derivada da cannabis sativa, a maconha, e indicada para pessoas que têm doenças neurodegenerativas. Na avaliação do parlamentar, a batalha que precisa ser vencida é a do preconceito. “É óbvio que em hipótese alguma defendemos qualquer ação de liberação da maconha ou mesmo o seu uso recreativo, mas é fundamental que possamos avançar nessa circunstância”, avaliou.

A Anvisa, lembrou Hugo Leal, já autorizou quase 180 pedidos de importação desse medicamento, mas todos por via judicial. O deputado ressaltou ainda que o Conselho Federal de Medicina já autorizou a prescrição desse medicamento, mas está aguardando que a Anvisa possa efetivamente autorizar o seu uso como medicamento. “Eu tive a oportunidade, aqui, na semana retrasada, de receber uma comissão de pais e de pessoas que também têm essas doenças neurodegenerativas e vi a ação efetiva desse medicamento”, contou o deputado, que participará da reunião da agência.

Diplomação
O deputado foi diplomado ontem para o seu terceiro mandato como deputado. Em Plenário, ele agradeceu aos eleitores do Rio de Janeiro. A cerimônia de diplomação ocorreu Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, com a presença de todos os deputados estaduais, federais, além do governador, Luiz Fernando Pezão, e do senador eleito Romário.

Redação PROS na Câmara

Sem tags