Eleito para o seu terceiro mandato, Hugo Leal vai manter o foco na redução de acidentes

Mobilidade urbana, reforma política e assistência às vítimas de trânsito também serão prioridades para o parlamentar.

15/10/2014 às 12:00:00 | 181 visualizações

Hugo Legal, reeleito pelo PROS do Rio de Janeiro com 85.449 votos, agradece a conquista do novo mandato e afirma que seu objetivo é manter o foco na redução de acidentes no trânsito, na assistência às vítimas e na mobilidade urbana. “Como autor da Lei Seca, quero trabalhar em defesa da vida, da cidadania e da dignidade do ser humano. No Congresso Nacional, vou continuar cobrando a manutenção das políticas públicas voltadas para essas questões”, afirmou.

O parlamentar informa que a área da saúde e a luta por uma reforma política também serão prioridades. Em sua avaliação, o desapontamento da população foi comprovado nas urnas, onde muitos eleitores não compareceram ou preferiram votar branco ou nulo. “Isso mostra que a obrigatoriedade do voto é só no papel, porque o eleitor acaba encontrando maneiras de não ter que escolher entre os candidatos”, disse.

Em seu terceiro mandato federal, Hugo Leal pretende ainda promover melhorias nas rodovias, ampliar as ferrovias e modernizar os portos e aeroportos brasileiros.

Biografia
Hugo Leal é advogado formado pela UFRJ, bacharel em Ciências Econômicas pela Faculdade Cândido Mendes e especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental (UFRJ).

É o autor do projeto que criou a Lei Seca (11.705/08), e tem a atuação política marcada pela defesa da segurança no trânsito. Preside a Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro e é titular da Comissão de Viação e Transportes.

Integra a comissão especial da Câmara que analisa a Reforma do Código Penal e a que aprecia projeto sobre isenção da Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico (Cide) para empresas de transporte coletivo municipal. É também titular de três subcomissões permanentes, como a que a acompanha o planejamento da logística do sistema de transporte nacional, em especial o de cargas.

Redação PROS na Câmara

Sem tags