Carimbão está entre os parlamentares mais influentes

O deputado se destacou ao abrir canais de interlocução, criando seu próprio espaço e se credenciando para o exercício de liderança.

31/07/2014 às 12:00:00 | 208 visualizações

O líder do Pros, Givaldo Carimbão (AL), está entre os parlamentares mais influentes do Congresso Nacional, segundo informação do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP), que divulgou lista dos “Cabeças” e dos parlamentares em “Ascensão” no Congresso em 2014.

Graças aos bons resultados nas tarefas políticas e institucionais que vem obtendo junto ao Pros, Givaldo Carimbão foi classificado como um dos parlamentares em ascensão deste ano. O deputado também se destacou ao abrir canais de interlocução, criando seus próprios espaços e se credenciando para o exercício de lideranças formais ou informais no âmbito do Congresso Nacional. Outro deputado do Pros que também está na lista é o Hugo Leal (RJ).

Os “Cabeças”
O deputado Miro Teixeira (Pros-RJ) aparece como um dos “Cabeças” do Congresso. Na classificação do DIAP, o parlamentar foi considerado como “formador de opinião”, que, normalmente, são deputados ou senadores experientes, “com trânsito fácil entre as diversas correntes e segmentos representados no Congresso e visão abrangente dos problemas do País, cuja opinião sobre o assunto influencia fortemente a decisão dos demais parlamentares”. Além disso, é um dos deputados que se diferencia dos demais pela capacidade de conduzir debates, eficiência na leitura da realidade, facilidade para conceber ideias, dentre outras habilidades.

Para ser considerado como “Cabeça”,  não basta que o parlamentar seja líder partidário, presidente de comissão, relator de matéria importante, presidir partido político e estar sempre na mídia. De acordo com o DIAP, é preciso que ele exerça alguma habilidade, que comprovadamente influencie o processo decisório, seja na bancada partidária, na comissão, no plenário, nas decisões de bastidores ou até mesmo em fóruns informais, como as frentes ou bancadas de interesse.

Pesquisa
A pesquisa incluiu apenas os parlamentares que estavam no efetivo exercício do mandato no período da avaliação, correspondente ao período de fevereiro a junho de 2014.

O DIAP realizou entrevistas com deputados e senadores, assessores das duas Casas do Congresso, jornalistas, cientistas e analistas políticos, e promoveu - em relação a cada parlamentar - exame cuidadoso das atividades profissionais, dos vínculos com empresas ou organizações econômicas ou de classe, da formação e vida acadêmica.

Além disso, foram feitos levantamentos minuciosos de pronunciamentos, apresentação de proposições, resultados de votações, intervenções nos debates do Legislativo, frequência com que é citado na imprensa, temas preferenciais, cargos públicos exercidos dentro e fora do Congresso, relatorias de matérias relevantes, forças ou grupos políticos de que faça parte, além do exame minucioso dos perfis políticos e ideológicos de cada parlamentar.

 

Redação PROS na Câmara

Sem tags