Clarissa Garotinho propôs projeto para facilitar visto temporário e representou o Congresso em encontro de líderes globais

A deputada também foi titular na Comissão de Agricultura e suplente nas comissões de Minas e Energia e de Viação e Transporte.

10/01/2022 às 13:10:56 | 180 visualizações



Em 2021, o Projeto de Lei 11022/2018, de autoria da deputada Clarissa Garotinho (RJ), foi aprovado pela Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática. O texto determina a inclusão nas bases de dados curriculares de um campo para declaração de licença-maternidade ou licença para tratamento de saúde. O preenchimento é opcional para estudantes ou profissionais.

Também é de autoria da parlamentar o projeto que facilita emissão de visto temporário para estrangeiros. Segundo o projeto, os empregados estrangeiros poderão solicitar a autorização de residência no Brasil e o visto temporário de trabalho de maneira unificada e em uma única etapa, ou seja, não será mais necessário buscar vários órgãos para conseguir finalizar o seu processo para um visto temporário.

Nas relações internacionais, foi indicada pelo Congresso Nacional para participar como representante do Poder Legislativo do 2º Encontro de Líderes Globais. O evento, conhecido como Leads 2021, ocorreu em Nova Delhi (Índia) e contou com a participação de presidentes e CEOs de grandes companhias continentais e representantes de diversos países.

“É preciso atuar com agilidade, seja na confirmação de acordos internacionais, seja na produção de leis que estejam em consonância com as deliberações desses órgãos”, destacou.

Clarissa Garotinho também cobrou a reabertura do restaurante popular de Madureira (RJ). A parlamentar destinou R$ 5 milhões em emendas parlamentares para o restaurante voltar a atender a população, mas o estabelecimento continua com as portas fechadas desde 2016.

A deputada foi titular da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural e suplente da Comissão de Minas e Energia e da Comissão de Viação e Transporte.

Redação PROS na Câmara