Projeto determina distribuição proporcional de vacinas contra a Covid-19

Para o autor da proposta, deputado Weliton Prado, há distribuição desproporcional de vacinas contra a Covid-19 entre os municípios de Minas Gerais.

09/06/2021 às 17:17:24 | Atualizada em 09/06/2021 às 20:23:36 | 209 visualizações

O deputado Weliton Prado (MG) apresentou o Projeto de Lei 2044/21, que dispõe sobre as medidas excepcionais relativas à aquisição de vacinas e de insumos e à contratação de bens e serviços de logística para garantir a distribuição de vacinas aos municípios de forma proporcional.

“Não podemos permitir que haja uma guerra entre os municípios, e pior, entre as pessoas, por vacinas, além de toda a dificuldade e tristeza que vivemos há mais de ano. Não podemos deixar também que continue sem clareza a distribuição, é preciso resolver esse absurdo, pois os municípios e os cidadãos não entendem o porquê das quantidades que estão sendo enviadas. Precisamos fiscalizar e discutir esses critérios. Nosso projeto propõe o critério quantitativo populacional, para que haja uma distribuição mais justa”, explica o deputado.

Segundo o projeto, o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 também trará medidas de destinação de tecnologia da informação e comunicação, de comunicação social e publicitária, e de treinamentos destinados à vacinação contra a Covid-19.

“Os prejuízos para a sociedade são muito grandes, não só socioeconômicos como de risco de vida. Este projeto busca a distribuição justa e traz clareza, transparência e distribuição igualitária, pois todos os municípios querem vacinar e todas as pessoas querem se ver livres desse flagelo que recai sobre o mundo. Essa desigualdade é perversa e custa vidas”, afirma o deputado.

Redação PROS na Câmara