Projeto cria espaço reservado e vigiado em supermercados para venda de facas

O deputado Boca Aberta, autor do projeto, pretende homenagear a idosa, Maria Mercês, que foi esfaqueada em um supermercado de Valparaíso (GO), em fevereiro.

12/05/2021 às 15:11:23 | 248 visualizações

Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 436/21, de autoria do deputado Boca Aberta (PR), que obriga os supermercados e estabelecimentos a colocar em local separado e monitorado, produtos perfurocortantes para venda, como facas. A proposta tem o objetivo de evitar crimes e acidentes.

“A disponibilização de gôndolas exclusivas garantiria a segurança do uso e da comercialização do material pelo consumidor final”, afirma o deputado.

O parlamentar pretende que a lei se chame Maria Mercês, em homenagem à senhora de 74 anos esfaqueada em um supermercado de Valparaíso (GO), em fevereiro deste ano.

“O autor teria, sem explicação ou motivo algum, feito uso de uma faca que ele pegou na gôndola e aleatoriamente desferiu o golpe, que veio a ser fatal, nas costas da idosa”, conta o deputado.

Redação PROS na Câmara