Debatedores apontam redução de 15% em acidentes nas rodovias

As ações educativas e preventivas foram destacadas como as principais responsáveis pela queda nos índices de mortes nas estradas.

27/05/2014 às 12:00:00 | 226 visualizações

Em reunião da Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito, presidida pelo deputado Hugo Leal (Pros-RJ), representantes do governo apontaram, nesta terça-feira (27), uma diminuição no número de acidentes nas rodovias brasileiras. O encontro foi realizado na Câmara dos Deputados em apoio ao Maio Amarelo, movimento internacional de conscientização para a redução de acidentes de trânsito.

Segundo a diretora-geral da Polícia Rodoviária Federal, Maria Alice Nascimento, o Programa de Prevenção de Acidentes no Trânsito, que envolve os ministérios da Saúde, da Justiça, da Educação e dos Transportes, vem sendo um dos principais alicerces para a redução de mortes no trânsito. “De 2010 a 2013, tivemos uma redução de 15% na taxa de acidentes, 20% no número de feridos e 17,1% nas mortes. Estamos otimizando nossos recursos humanos para as rodovias onde existe um grande número de ocorrências”, informou.

Durante o evento, que discutiu o tema: Brasil – Três Anos da Década de Ação pela Segurança no Trânsito/Maio Amarelo – Resultados e Perspectivas, as ações educativas e preventivas foram apontadas como as principais responsáveis pela redução de mortes nas estradas. “É preciso que estimulemos ainda mais a participação da população, empresas, governos e entidades no combate à violência no trânsito. O Movimento Maio Amarelo é uma realização do Poder Público com a sociedade civil, que coloca em pauta a segurança viária e alerta a população para a responsabilidade nas rodovias”, afirmou Hugo Leal.

Investimentos
O Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit), conforme ressaltou a representante do órgão Ivone Hoffmann, também tem priorizado duas ações decisivas para a melhoria no trânsito. O BR-Legal, que é um programa concentrado em estudos para proposição de melhorias das condições da segurança da malha viária federal sob jurisdição do Dnit; e o Programa Nacional de Controle Eletrônico de Velocidade, que presta serviços necessários ao monitoramento nas rodovias federais, mediante a disponibilização, instalação, operação e manutenção de equipamentos eletrônicos. “Esperamos que todos esses investimentos diminuam ainda mais os acidentes. A sinalização está sendo implantada com materiais de alta qualidade”, afirmou Ivone.

As campanhas desenvolvidas antes dos feriados prolongados são outra estratégia adotada pelo Ministério das Cidades que, segundo a representante do órgão Maria Cristina Hoffmann, vem dando certo. “Muitas ações estão sendo desenvolvidas nas mídias sociais e na televisão. No carnaval de 2013, tivemos o menor número de acidentes dos últimos 10 anos”, destacou.

Para o diretor da ONG Trânsito Amigo, Fernando Diniz, apesar das iniciativas do Poder Público, ainda há muito mais a ser feito em benefício das vítimas do trânsito. Ele destacou que, além das leis, é preciso mudar culturalmente as atitudes das pessoas. “Já existem leis, mas só isso não é o suficiente, porque as pessoas encontram uma forma de burlar as normas”, comentou.

Lançamento do site
Durante a reunião, foi apresentando o novo site da Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro: www.fptransitoseguro.com.br. O espaço tem como foco reforçar a consciência sobre segurança viária e contribuir para a redução da violência no trânsito.

O site, que é interativo, facilita a participação da sociedade que pode deixar mensagens, encaminhar notícias e consultar leis, decretos e propostas de mudanças na legislação que tramitam na Câmara dos Deputados. 

Redação PROS na Câmara

Sem tags