Carla Dickson solicita audiência pública para debater fabricação da vacina brasileira e sequelas pós-covid

Os requerimentos da deputada foram aprovados, nesta quarta-feira (3), na reunião da Comissão Externa de Enfrentamento à Covid-19.

03/03/2021 às 18:06:40 | 270 visualizações

Dois requerimentos de audiências públicas da deputada Carla Dickson (RN) foram aprovados nesta quarta-feira (3) pela Comissão Externa de Enfrentamento à Covid-19. Um deles solicitou um debate sobre a fabricação da vacina brasileira desenvolvida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e o outro uma audiência para falar sobre as sequelas pós-covid.

Segundo o requerimento, o Ministério da Saúde elaborou um relatório técnico que mostra que o Brasil possui 15 vacinas nacionais em desenvolvimento por universidades. A deputada destaca que algumas pesquisas brasileiras já estão adiantadas e que as vacinas poderão vir a ser testadas em seres humanos.

“As iniciativas são, em sua maioria, provenientes de projetos de pesquisa financiados diretamente pelo MCTI, via FINEP/MCTI e CNPq/MCTI. Estes projetos de pesquisa de vacinas nacionais estão sendo desenvolvidos em universidades e instituições de pesquisa públicas do país e vários estão em fase pré-clínica adiantada com potencial concreto de iniciarem os estudos clínicos de segurança e, posteriormente, de eficácia em seres humanos”, explica.

Carla Dickson comemorou também a aprovação do requerimento que vai debater as sequelas pós-covid.

“Temos mais relatos e matérias que abordaram sintomas persistentes em pessoas já recuperadas da doença. Um estudo do Centro de Controle de Doenças Americano (CDC) entrevistou 292 adultos acima de 18 anos durante o período de 15 de abril a 25 de junho de 2020, e apontou que nove entre dez infectados ainda sentiam reflexos da contaminação entre 14 a 21 dias após a data do teste que deu positivo. Entre os sintomas prolongados mais comuns estão fadiga intensa, fraqueza, dor no corpo e déficits cognitivos”, afirma.

Redação PROS na Câmara