Deputadas do Pros repercutem eleição da deputada Flávia Arruda para presidência da CMO

A parlamentar é a primeira deputada a presidir a Comissão Mista de Orçamento. Em 2015, o posto foi ocupado pela senadora Rose de Freitas.

11/02/2021 às 11:23:07 | 409 visualizações

A deputada Flávia Arruda (PL-DF) foi eleita, na quarta-feira (10), presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO). O colegiado foi instalado com a tarefa de aprovar a proposta de Orçamento para 2021 (PLN 28/20) até 30 de março, quando acabará o mandato dos atuais integrantes. A parlamentar é a primeira deputada a presidir a CMO. Em 2015, o posto foi ocupado pela senadora Rose de Freitas (MDB-ES).

A deputada Carla Dickson (RN) comemorou a vitória da parlamentar e afirmou que essa é mais uma conquista para a bancada feminina.

“É com grande alegria que eu recebo a notícia de que a deputada Flávia Arruda é a nova presidente da CMO. Fico muito feliz, porque ela é uma mulher forte, competente, que entende do assunto e que já demonstrou que tem total competência para estar neste cargo. É mais um ganho para bancada feminina, mais um ganho para as mulheres do Brasil, porque a deputada Flávia nos representa, como mulher, como mãe, como profissional, como deputada e como uma profissional competente”, afirma.

 A deputada Clarissa Garotinho (RJ) também comentou a importância da CMO ser presidida por uma mulher. A parlamentar destaca as últimas conquistas das mulheres no parlamento e ressalta que essa vitória é de toda a bancada feminina.

“Sempre sou a favor de as mulheres conquistarem novos espaços no Legislativo e na política de um modo geral. Nos últimos anos, conseguimos muitos avanços, como a obrigação de os partidos  indicarem pelo menos 30% de mulheres para concorrer em eleições proporcionais. Chegarmos à presidência da Comissão de Orçamento só fortalece a bancada feminina, principalmente por se tratar de uma comissão normalmente ocupada por homens. Somos muito capazes de debater qualquer assunto”, pontua.  

A escolha dos três vice-presidentes ficou para a próxima reunião da CMO. Os trabalhos foram abertos pelo senador Paulo Rocha (PT-PA), o mais idoso com mais mandatos entre os atuais integrantes. Ele homenageou o senador José Maranhão, que morreu na segunda-feira (8) e presidiu a comissão em 2007.

Composição e atribuições

Os mandatos na CMO são de um ano, encerrados sempre última terça-feira de março. Agora serão titulares 31 deputados e 11 senadores, com igual número de suplentes, em respeito à proporcionalidade partidária. Como regra geral, a representação da Câmara na CMO tem 30 vagas titulares e a do Senado, 10.

A CMO é a responsável pela análise prévia das propostas de Lei Orçamentária Anual (LOA), Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e Plano Plurianual (PPA). O regulamento define que a cada ano há alternância na presidência da comissão e nas relatorias de LDO e LOA entre as representações da Câmara e do Senado.

Com informações da Agência Câmara

Redação PROS na Câmara