Carla Dickson defendeu a prevenção e a atenção básica como formas de combate à Covid-19

A parlamentar atuou na Comissão Externa de Ações Contra o Coronavírus na Câmara dos Deputados e apresentou propostas a fim de assegurar direitos durante a pandemia.

07/01/2021 às 13:04:53 | 271 visualizações


A deputada Carla Dickson (RN) assumiu seu mandato como suplente em 2020. Suas principais bandeiras estão relacionadas à defesa da família, da vida e dos diretos da mulher.

É membro titular da Comissão Externa de Ações Contra o Coronavírus, onde defendeu a prevenção e atenção básica como formas de combate à Covid-19. A parlamentar participou da solenidade de assinatura da Medida Provisória 994/20, que abriu crédito extraordinário de R$ 1,995 bilhão para viabilizar a compra de tecnologia e a produção da vacina de Oxford contra o coronavírus.

É de autoria da parlamentar o Projeto de Lei 3868/20, que impede empresas de licitar ou contratar com a Administração Pública, pelo prazo de cinco anos, caso tenham rompido contrato com os órgãos públicos sem justificativa plausível durante a pandemia.

“Muitos municípios têm sofrido com a falta de compromisso e empatia por parte da iniciativa privada com a quebra de contratos com a Administração Pública, durante o período da pandemia, resultando no aumento de gastos com insumos e atrasos nas prestações de serviços”, explicou a deputada.

A parlamentar também propôs o Projeto de Lei 3815/20, que cria o Auxílio de Inclusão Digital (AID) para os alunos da rede pública de ensino para custear o acesso à internet. Segundo a proposta, poderão receber o benefício as famílias de alunos de ensino fundamental e médio das redes de ensino municipais, estaduais, distrital e federal inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais.

Dickson também atua como vice-presidente da Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional. A Frente é composta por 115 deputados e 15 senadores, correspondente a 25% do Congresso Nacional.

Redação PROS na Câmara