Câmara cria Comissão Externa para atuar e acompanhar as medidas de saúde e econômicas que forem anunciadas pelo Governo Federal

A criação da Comissão é resultado de sugestão do deputado federal Gastão Vieira para o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. “Sugeri a criação do Gabinete Federativo para facilitar o diálogo entre o Comitê de Crise do Governo e os governos estaduais e municipais. Maia entendeu que a comissão externa seria mais adequada nesse momento. Precisamos fortalecer as ações/deliberações contra a expansão do novo coronavírus nos estados e municípios brasileiros”, explica o deputado.

23/03/2020 às 18:24:44 | 254 visualizações

O deputado federal Gastão Vieira (MA) propôs ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, a criação de um Gabinete Federativo para facilitar o diálogo entre os governadores estaduais, municipais e o Governo Federal. As sugestões do deputado foram acatadas pelo presidente da Câmara, que apenas optou por invés de Gabinete Federativo pela criação de uma Comissão Externa. A Comissão atuará com o Planalto, realizará o acompanhamento das medidas de saúde e econômicas anunciadas pelo Governo Federal e apresentará as demandas dos governadores.

“Sugeri a criação do Gabinete Federativo para facilitar o diálogo entre o Comitê de Crise do Governo e os governos estaduais e municipais. Maia entendeu que a comissão externa seria mais adequada nesse momento. Precisamos fortalecer as ações/deliberações contra a expansão do novo coronavírus nos estados e municípios brasileiros”, explica o deputado.

Gastão Vieira destaca que a saúde pública e a educação são áreas em que as ações são mais descentralizadas na gestão do Governo Federal. “É sabido que o governo federal tem extrema dificuldade de se articular com os governos locais, seja por razões ideológicas e políticas, seja por práticas. Basta citar o Nordeste tendo apenas 3% de novos cadastrados no programa Bolsa Família. Não pode se repetir essa situação na guerra que está se travando contra o Coronavírus”, afirma o deputado.

Redação PROS na Câmara