Coronavírus: Acácio Favacho pede em emenda 464 milhões de reais em recursos para uso em ações nas fronteiras entre Amapá e Guiana Francesa

“É um momento delicado que o nosso país vai enfrentar e o funcionamento do setor de saúde nessas áreas fronteiriças é um direito de todos. Acredito, devemos resguardar nossa população do Amapá e assim impedir ou ao menos retardar o avanço da epidemia pelo restante do território nacional. Nosso Estado necessita de atenção! O governo do Amapá já pediu auxílio das Forças Armadas para monitorar fluxo de pessoas na fronteira, recebemos cerca de dois mil carros por dia vindos da Guiana Francesa. Precisamos repensar o contingenciamento dessa fronteira e esse recurso vem com o objetivo de ajudar no resguardo da população”, afirma o deputado Acácio Favacho.

18/03/2020 às 18:30:44 | Atualizada em 18/03/2020 às 20:04:15 | 1151 visualizações



O Líder do PROS, deputado federal Acácio Favacho (AP), manifesta preocupação com aumento de casos de coronavírus em Macapá. O parlamentar protocolou nesta quarta-feira (18) a emenda 924/20 para destinar recursos para o combate à epidemia de Coronavírus em áreas de fronteiras terrestres. 

“O Brasil, com seus 15.735 Km de fronteiras terrestres, possui dificuldades históricas de monitoramento dessa faixa, e a crise causada pelo vírus traz complicadores adicionais, especialmente quando se leva em conta que todos os nossos países vizinhos já possuem casos confirmados de pessoas infectadas. Acredito que ao impedir ou ao menos retardar o avanço da epidemia pelo restante do território nacional. Nosso Estado necessita de atenção! O governo do Amapá já pediu auxílio das Forças Armadas para monitorar fluxo de pessoas na fronteira, recebemos cerca de dois mil carros vindos da Guiana Francesa. Precisamos repensar o contingenciamento dessa fronteira”, afirma o deputado Acácio Favacho.

Favacho alega que a fronteira entre o Amapá e a Guiana Francesa não está sendo fiscalizada de forma severa. Favacho pede mais celeridade nesse debate, após o governo do Amapá notificar 50 novos casos suspeitos do novo coronavírus, todos em Macapá.

O deputado entende que é necessário um plano de contingenciamento contra o vírus. “Precisamos fortalecer o monitoramento do fluxo de pessoas através dos acessos da ponte binacional, dos portos de catraias, e de acessos pelas terras indígenas. Esse momento todas as ações são necessárias, precisamos isolar esse vírus”, afirma o deputado.

Redação PROS na Câmara