Clarissa Garotinho propõe reforma tributária “3D”

A deputada federal Clarissa Garotinho propôs a reforma com três eixos na Comissão Mista Temporária que debate a Reforma Tributária. “Proponho a Reforma 3D que vai distribuir, desonerar e desburocratizar os tributos do nosso país”, afirma a deputada.

04/03/2020 às 16:37:48 | 120 visualizações



A deputada federal, Clarissa Garotinho (RJ), participou nesta quarta-feira (4) no Senado Federal de reunião da Comissão Mista Temporária da Reforma Tributária. A parlamentar é membro da comissão e defende a reforma “3D” com três eixos: distribuição, desoneração, e desburocratização dos tributos.

“Esta é a principal reforma em análise pelos parlamentares. É claro, que toda novidade que exige transição também traz um certo receio do novo. Porém, não consigo vislumbrar uma reforma que não possa pensar no que eu chamo de os 3D: o primeiro, que distribua as receitas tributárias sem uma visão municipalista do processo e que entenda que não podemos mais ter tantas receitas tributárias nas mãos da união; o segundo d é de desonerar essa carga tributária elevada; e o terceiro e último d seria de desburocratizar para não termos mais perda de tempo ao calcular os impostos brasileiros”, explica a deputada.

A aprovação da reforma tributária é o principal ponto defendido pelo Partido Republicano da Ordem Social, PROS. A deputada também é 3ª vice-presidência na comissão especial que analisa a proposta da Reforma Tributária (PEC 45/19) na Câmara dos Deputados.

“Defendo a redução da carga tributária e a redistribuição das receitas tributárias e que a reforma não deve imponha ônus excessivos aos municípios. Além disso, defendo também uma fiscalização maior do emprego dos recursos arrecadados”, afirma a deputada.

Redação PROS na Câmara