“O ministro da Educação tem duas opções: chegar de mãos vazias ou anunciar o fim dos cortes”, diz Gastão Vieira

“De forma surpreendente, os partidos de oposição se juntaram e apresentaram um requerimento de convocação ao senhor ministro da Educação para comparecer amanhã, dia 15, às 15h, no Plenário da Câmara dos Deputados”.

14/05/2019 às 19:56:07 | 193 visualizações

O Plenário da Câmara aprovou agora pouco a convocação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, para explicar os cortes no orçamento das universidades públicas e de institutos federais. O ministro será ouvido nesta quarta-feira (15), oportunidade em que o Plenário se transformará em Comissão Geral.

“O ministro tem duas opções: chegar aqui amanhã de mãos vazias ou, por outro lado, entender que a política é uma arte de conciliação e anunciar o fim dos cortes na Educação, conciliando o país”, disse o parlamentar.

O requerimento de convocação do ministro contou com expressivos 307 votos favoráveis e apenas 82 contrários.

“E a votação foi mais surpreendente pois mais de 300 votos foram favoráveis à convocação. Isso significa que há uma união com relação a essa questão do corte de verbas que afetou indistintamente todas as universidades e acabou afetando indistintamente todos os partidos, de todas as posições ideológicas”, disse Gastão Vieira.

Na última semana, a Bancada do PROS se posicionou contrariamente aos cortes anunciados na Educação pelo governo do presidente Jair Bolsonaro.

Redação PROS na Câmara