“O texto é maldoso, injusto e mentiroso”, diz Weliton Prado sobre Previdência

O deputado acredita que o texto não corta privilégios, mas sim os direitos dos trabalhadores.

08/04/2019 às 16:36:16 | 166 visualizações


Para o deputado federal Weliton Prado (MG) além do prejuízo para os educadores, o texto da Reforma da Previdência como está é “maldoso, injusto e mentiroso”. E acrescenta: “Essa reforma não corta privilégios, corta sim os direitos dos trabalhadores rurais, de pessoas que estão em situações vulneráveis e dos idosos. Não vamos admitir esse texto de maneira nenhuma. Fizemos uma CPI que comprovou que não há esse déficit nas contas do Governo”, afirma o deputado.      

O parlamentar defende outras alternativas, como auditoria da dívida pública, cobranças de devedores da União, taxação dos bancos e corte de privilégios.

O parecer da Reforma da Previdência será apresentado nesta terça-feira (9) pelo relator deputado Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG) na CCJ.

 

 

Redação PROS na Câmara

Sem tags