Por que o PROS investe tanto na participação de jovens na política?

Maioria dos jovens brasileiros estão aptos a votar nas próximas eleições, mas poucos discutem política.

10/05/2018 às 15:02 - Atualizada em 10/05/2018 às 15:27


Os jovens brasileiros estão entre os mais afetados pelas decisões e políticas públicas para o País. Incertezas rodeiam o futuro de quem ainda possui um longo caminho, profissional e pessoal, a seguir. Pesquisa realizada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) entre jovens de 18 a 20 anos de idade revelou que a maioria deles – 59,6% – possui título de eleitor e votou na última eleição, mas poucos debatem política.

Educação, saúde e emprego são constantemente citados como os principais fatores de reflexão da juventude brasileira e, muitas vezes, motivo de insegurança e falta de confiança nas instituições que os representa, especialmente, na formulação de políticas que possam dar a segurança de um futuro melhor.

A formação e os mecanismos de participação do jovem na política motivaram o Partido Republicano da Ordem Social (PROS) a construir um núcleo voltado ao estudo das bandeiras defendidas pelo segmento, ao estímulo do desenvolvimento de oportunidades no mercado profissional e a conscientização sobre direitos e deveres, surgindo, então, o PROS Jovem aos quadros do partido.

O PROS Jovem tem como objetivos formular políticas e propor diretrizes; coordenar a implementação de ações voltadas para o atendimento aos jovens; formular e executar, programas, projetos e atividades; e assegurar a participação dos jovens na construção das políticas de governo.

De acordo com o presidente, Euripedes Junior, “um partido jovem e com ideias novas como o PROS não pode se distanciar de seu verdadeiro objetivo para poder crescer”. Entre outras ações, Junior destaca a promoção de debates na construção de projetos. “A percepção do jovem no complexo jogo político é fundamental para que sigamos acertando em nossas políticas”.

Na contramão de antigos sistemas de captação de votos, Euripedes Junior destaca que o resultado é o crescimento de jovens que buscam o PROS para discutir e participar da política. “A Secretaria Nacional da Juventude tem a finalidade de defender os reais interesses da juventude do Brasil e promover debates que alcancem de forma significativa a melhoria e o desenvolvimento daqueles que têm grande oportunidade de mudar a nação”.

O Secretário Nacional de Formação Política, Cairo Tavares, ressalta que a conscientização do jovem, e não apenas o seu envolvimento com temas debatidos pela política, dá a certeza de que o projeto político-social do PROS traz em sua essência a vontade por mudanças.

“O PROS cresce no país especialmente com o suporte de jovens que acreditam na mudança do atual sistema político, enraizado por velhos mecanismos que afastam esse segmento dos principais debates. A renovação faz parte do processo democrático e, mais do que isso, investir também na formação dessa juventude nos dará a segurança de que cumprimos o nosso papel”.

Idealizador do Estágio-Participação da Câmara dos Deputados, o deputado federal Felipe Bornier (RJ), líder do PROS, assegura que a Bancada trabalha para que o jovem possa sair da esteira de mero espectador da política. “A nossa missão não fica apenas restrita aos quadros do partido. Buscamos que os jovens também sejam priorizados em nossas ações no Congresso Nacional”.

O Estágio Participação é um programa voltado a estudantes universitários de todas as áreas de formação, e tem o objetivo de estimular a participação democrática e cidadã por meio de atividades que propiciem conhecimento sobre o Poder Legislativo. É uma oportunidade para acompanhar de forma interativa a atividade da Câmara dos Deputados, compreendendo o papel da instituição para a democracia e a complexidade do processo legislativo, e também as discussões atuais que ocorrem no Parlamento.

E você jovem interessado em conhecer um pouco mais sobre política? Conheça a nossa juventude e participe da mudança por um Brasil mais PROS!

Redação/PROS na Câmara