PROS recebe homenagem por debate sobre Previdência

Fenafisco e Anfip prestaram homenagem ao partido com documento de agradecimento.

20/02/2018 às 20:23 - Atualizada em 21/02/2018 às 10:41


Representantes da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Anfip) e a Federal Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco) entregaram nesta terça-feira (20) um documento de agradecimento pelo apoio dado pelo PROS à discussão da Reforma da Previdência, texto que tramita na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/16.

O presidente da Fenafisco, Charles Alcantara, lembro o documento é simbólico e demonstra o agradecimento dessas entidades pelo trabalho desenvolvido pelo PROS com o objetivo de ampliar o debate e esclarecer pontos da Reforma da Previdência.

“O partido, representado por seus deputados federais, sempre estiveram à disposição e demonstraram interesse em ouvir as nossas reivindicações, como também lutar pela implementação delas”, disse.

O líder do partido, deputado Felipe Bornier (RJ), acompanhado dos deputados federais Ronaldo Fonseca (DF) e Weliton Prado (MG), reconheceu a importância da mobilização popular.

“O PROS seguirá com a bandeira em defesa dos movimentos sociais, ouvindo o que vem da sociedade e respeitando a independência de nossos deputados. E não só em relação a esse assunto, como todos os outros, a ideia do partido é debater com uma linguagem simples, acessível e que a população entenda o que estamos aprovando”, disse Felipe Bornier.

Mobilização

O presidente do PROS Mato Grosso do Sul, Fabrício Venturoli, ressaltou que o processo de mobilização em proporcionar um amplo debate sobre a Reforma da Previdência só foi possível com a abertura dada pelo partido.

“No início tivemos muitas dificuldades em coletar dados oficiais repassados pelo governo federal e contrastá-los com as informações técnicas dessas entidades, que sempre foram reconhecidas por seus estudos em torno da Previdência Social. E os deputados federais do PROS foram fundamentais para o fortalecimento da luta para ampliar a discussão dessa reforma, que de tão complexa necessita maior participação popular, especialmente ouvindo as suas entidades representativas”, disse Venturoli, que também é conselheiro do Sindicado dos Fiscais da Fazenda do Estado do Mato Grosso do Sul (Sindifisco-MS).

Redação/PROS na Câmara