Avança na Câmara proposta do deputado Weliton Prado para criação do grupo Brasil-Nepal

Nesta terça-feira (3), Weliton Prado recebeu o embaixador do Nepal.

04/10/2017 às 17:04:03 | 121 visualizações

A Câmara dos Deputados avança cada vez mais com a proposta de criação do Grupo Parlamentar Brasil-Nepal. A inciativa, de autoria do deputado Weliton Prado (PROS-MG), visa fomentar a cooperação entre os dois países. Nesta terça-feira (3), o parlamentar recebeu na Liderança do PROS o Embaixador do Nepal, Tara P. Pokharel.

“Estamos trabalhando para a instalação do Grupo Brasil-Nepal, pois já tivemos a proposta aprovada na Casa e, no momento, aguardamos trâmites institucionais para a sua efetivação”, disse Weliton Prado.

Há quatro anos, desde que foi protocolada a proposta de resolução (30/13), Weliton Prado trabalha na efetivação do grupo parlamentar, que funcionará sem qualquer ônus para a Câmara dos Deputados.

De acordo com o parlamentar, os principais objetivos da cooperação são a troca de experiência democrática entre os parlamentos, já que o País vem buscando mecanismos de fortalecimento da sua democracia; os acordos econômicos, principalmente relacionados à energia elétrica; e a cooperação no setor do turismo.

Atualmente, o Nepal é uma democracia representativa com sete províncias federais. E, até pouco tempo, enfrentava problemas representativos, desde que se iniciou a fase de transição da monarquia para uma república. “Nesse processo de criação do grupo, ajudamos, inclusive, na democratização do Nepal. O objetivo é esse, que o Nepal seja uma república com fortes alicerces na democracia”, disse Weliton Prado.

Bancada Feminina

A proposta ganhou adesão na Casa da Bancada Feminina, que vê na criação do grupo mais uma possibilidade de trabalhar propostas que ajudem a melhorar a representação feminina no parlamento do País.

“As mulheres até pouco tempo não votavam. Com a aprovação da Constituição do Nepal, as mulheres puderem ter esse direito conquistado. E em outubro de 2015, os nepaleses elegeram uma mulher, Bidhya Devi Bhandari, como primeira presidente do País. Isso é uma grande vitória para a democracia”, disse Weliton Prado.

Até 1990, Nepal era uma monarquia absoluta que funcionava sob o controle executivo do rei. Com a democratização do país, em 2015, Weliton Prado disse que houve uma drástica redução dos conflitos políticos e da instabilidade econômica da região.

ONU

Como resultado da cooperação internacional, Weliton Prado acredita ainda que o Brasil poderá ter um grande parceiro não só relacionado a acordos econômicos, mas também em disputas por lideranças em organismo internacionais.

“O Nepal é favorável que o Brasil tenha um assento permanente no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas. O nosso país ganhará muito com isso”, concluiu o parlamentar.

Redação PROS na Câmara

Sem tags