Em reunião no Planalto, deputado Eros Biondini cobra legislação para queijo artesanal

Presidente da República reconheceu a necessidade de uma legislação específica para o setor.

21/09/2017 às 11:48:42 | Atualizada em 21/09/2017 às 12:00:26 | 121 visualizações

O líder do Pros, deputado Eros Biondini, reuniu-se nesta quarta-feira (20) na Câmara dos Deputados com representantes e autoridades ligadas à produção do queijo artesanal no País para discutir uma legislação que possa regulamentar a certificação e produção do laticínio.

Episódio recente envolvendo a chef Roberta Subbrack, no festival de música Rock in Rio, cujos queijos destinados à comercialização, dentro da validade e inspecionados segundo ela, foram apreendidos pela Vigilância Sanitária por falta de um selo exigido pela fiscalização.

De acordo com Eros Biondini, o episódio não é isolado e o desejo da Bancada mineira e de frentes parlamentares da Casa é de discutir uma possível legislação que ajude os produtores artesanais de queijo a terem a produção e a comercialização reconhecidas, com certificação necessária e reconhecida em todo o País.

Após a reunião na Câmara, que contou com a presença do presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater–MG), Glenio Martins de Lima Mariano e do secretário de Agricultura de Minas Gerais, Pedro Leitão, o grupo se dirigiu para o Palácio do Planalto.

Lá os parlamentares e produtores foram recebidos pelo presidente da República em exercício, Rodrigo Maia, que acenou positivamente sobre a construção de uma legislação, possivelmente uma Medida Provisória, que minimize os transtornos causados pela falta de regulamentação do setor.

Moção de Louvor

Nesse ano, Eros Biondini foi responsável pela Moção de Louvor 6805 em favor do reconhecimento dos representantes de queijos artesanais de Minas Gerais premiados com as medalhas Ouro e Prata no Mondial du Fromage et des Produits Laitiers, 2017, do Salão Mundial do Queijo, na França.

 

Redação PROS na Câmara

Sem tags