Eros Biondini vai em busca de socorro para a seca e a crise hídrica no Norte de Minas

Deputado Eros participa de audiência com o Ministro da Integração Nacional para tratar da crise hídrica que afeta o Norte de Minas.

06/07/2017 às 15:42:00 | 77 visualizações

Na tarde dessa terça-feira (05), o deputado federal Eros Biondini (PROS/MG), reuniu- se com Ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho e a Presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba  (CODEVASF), Kênia Marcelino, para tratar da grave crise hídrica que afeta o Norte de Minas.

Na pauta, além de tratar a crise que tem afetado essa tão importante região do estado de Minas Gerais, o deputado levou ao Ministro também o pleito das cidades de Janaúba e Nova Porteirinha, que solicitam urgência nas obras dos canais de irrigação das duas cidades. O deputado destacou o clamor que tem recebido da população. “Tenho recebido mensagens de Bispos, padres e prefeitos da região, todos nos pedindo ajuda para a seca e falta de água para o povo”.

Obras no perímetro Gorutuba, em Nova Porteirinha/MG (Com informações da CODEVASF)

O contrato prevê a execução de obras e serviços voltados à recuperação do canal principal do perímetro e à transformação dos canais abertos em sistema de tubulação, e ainda à automação de tarefas de medição, monitoramento e controle. “Essas obras vão restabelecer aos irrigantes os 100% da capacidade de irrigação, que atualmente está reduzida. Vão também reduzir a perda de água em 40%. Tendo em vista que a região hoje sofre muito com a falta de chuvas, a execução dessas obras é muito importante”, afirma Aldimar Rodrigues Filho.

Quando as intervenções estiverem concluídas, os produtores do Gorutuba observarão significativa melhora na condução e na distribuição da água. A minimização da perda de água permitirá a expansão da área irrigável dos atuais 4.800 hectares para 7.800 hectares, o que viabilizará o aumento da produção e o surgimento de novos empregos diretos e indiretos. Entre os fatores que beneficiarão produtores também está a redução dos custos de operação e manutenção da infraestrutura de uso comum.

O perímetro Gorutuba possui atualmente 393 lotes de produção familiar e 65 lotes empresariais. As principais culturas são banana, uva e pastagem.

Fonte: Assessoria do parlamentar

Redação PROS na Câmara

Sem tags