Ronaldo Fonseca critica governo Temer, voto de ‘cabresto’ e é elogiado pela oposição

“Tem deputado que não depende de cargo para votar”, disse o parlamentar.

03/05/2017 às 18:41:00 | 96 visualizações

“Essas matérias veiculadas na imprensa, sobre voto em reformas e perda de cargos, teve um lado positivo. O governo Temer passou para a população que ainda há deputado que não vota só por causa de cargos. Acho que foi positivo, portanto. Demonstrou que tem deputado aqui na Câmara que não precisa de cargo para votar!”, disse Fonseca em reunião da CCJ nesta quarta-feira (3).

O deputado foi além e disse que esse tipo de relação configura subserviência e voto de cabresto.  

“O que não pode é o Executivo imaginar que porque o partido tem um espaço de governança junto à Administração, o parlamentar deve votar do jeito que ele quer. Isso é voto de cabresto e deve ser abolido”, disse Ronaldo Fonseca.

A reunião deliberativa da CCJ da Câmara aprovou a admissibilidade da Reforma Política do Senado, constante na Proposta de Emenda à Constituição 282/16.

Com a aprovação da admissibilidade, a proposta será analisada por uma comissão especial, criada especificamente com essa finalidade. Ronaldo Fonseca critica o fato de a Câmara discutir com a sociedade o mesmo tema desde outubro do ano passado em Comissão Especial própria.

Redação PROS na Câmara

Sem tags