Plenário poderá analisar projeto do deputado Felipe Bornier que libera inibidores de apetite

A proposta, que tramita desde 2011, consta da pauta do Plenário da Câmara dos Deputados.

15/02/2017 às 16:13:00 | 99 visualizações

O Projeto de Lei 2431/11, do deputado Felipe Bornier (Pros-RJ), libera a produção e a venda em todo o País, sob prescrição médica, de inibidores de apetite (anorexígenos): anfepramona, femproporex e mazindol.

“Estamos nos aproximando do fim de mais uma batalha, travada desde 2011, contra a obesidade no Brasil. Uma doença grave e silenciosa que atinge milhares de pessoas no mundo todo. A liberação desses medicamentos é uma questão de saúde pública, e não vamos permitir que uma atitude arbitrária prejudique aqueles que dependem desses medicamentos para terem uma vida mais saudável”, disse Felipe Bornier em sua rede social.

Em outubro de 2011, esses medicamentos foram retirados do mercado por determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Em setembro de 2014, no entanto, um projeto de decreto legislativo aprovado pela Câmara e pelo Senado suspendeu a resolução da Anvisa que proibia a prescrição e venda desses controladores de apetite. A diferença é que o projeto de decreto legislativo não impede a Anvisa de editar, no futuro, nova resolução suspendendo os medicamentos.

Tramitação

Na aprovação da urgência ao projeto do deputado Felipe Bornier, no ano passado, a maioria absoluta dos parlamentares concordaram em dar celeridade à sua aprovação. A proposta está na pauta de votações de hoje do Plenário da Câmara.

Redação PROS na Câmara

Sem tags