No Parlasul, George Hilton recomenda criação de grupo para combate ao crime organizado

Foi a última sessão ordinária do ano do Parlamento do Mercosul.

05/12/2016 às 16:04:00 | 70 visualizações

Foto: Acervo/Parlasul

Em missão oficial na cidade de Montevidéu, Uruguai, entre os dias 30 de novembro e 02 de dezembro, o deputado George Hilton (Pros-MG) representou o Brasil na última sessão do Parlamento do Mercosul (Parlasul), ocorrida na quinta-feira (1º).

Já nos primeiros dias de missão oficial, o parlamentar participou de votação na Comissão de Assuntos Internacionais, Interregionais e de Planejamento Estratégico de recomendação ao Conselho do Mercado Comum (CMC) para a criação de um grupo de trabalho no Programa para Negociação, Elaboração e Celebração do Protocolo do Mercosul para a aplicação da Convenção das Nações Unidas sobre o Crime Organizado Transnacional e seus Protocolos Complementares.

Após votação no Plenário da Câmara das Medidas de Combate à Corrupção, Hilton deixou mensagem em sua rede social na qual dizia estar atento ao momento político no qual o país passa. Na quarta-feira (30), o deputado, assim como a Bancada do Pros, votou contra a polêmica emenda na qual prevê casos de responsabilização de juízes e de membros do Ministério Público por crimes de abuso de autoridade.

Histórico

Hilton é titular do Parlasul desde a sua criação, em 2007, estando ausente somente no período em que se licenciou da Câmara dos Deputados para exercer o cargo de ministro do Esporte, em 2015. O parlamentar foi um dos fundadores da representação e um dos organizadores do regimento interno da entidade. George Hilton também foi vice-presidente da representação brasileira do Parlasul no Congresso Nacional.

 

Redação PROS na Câmara

Sem tags