Deputado Felipe Bornier anuncia vencedores do prêmio Brasil Mais Inclusão

A solenidade de premiação ocorrerá no Plenário da Câmara dos Deputados, no próximo dia 07 de dezembro

10/11/2016 às 18:55:00 | Atualizada em 11/11/2016 às 16:50:00 | 25 visualizações

O Segundo Secretário da Câmara, o deputado federal Felipe Bornier (Pros-RJ) reuniu, nesta quarta-feira, 9, o Conselho Deliberativo do Prêmio Brasil Mais Inclusão para a eleição dos dez agraciados da segunda edição do prêmio. A honraria tem o objetivo de reconhecer o trabalho e esforço de pessoas e entidades que lutam diariamente em defesa das pessoas com deficiência. Esta é a segunda edição do prêmio.

“Sabemos da importância de se ter pessoas engajadas e política públicas eficazes para garantir a inclusão social e igualdade de direitos, por isso essa premiação é algo tão importante para a sociedade brasileira”, comentou o Segundo Secretário, o deputado Felipe Bornier durante a abertura da votação.

Solenidade

A solenidade de premiação, diferentemente da primeira edição, ocorrerá no Plenário da Câmara dos Deputados, no próximo dia 07 de dezembro, semana em que se comemora o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.

“O Prêmio Brasil Mais Inclusão representa o trabalho, mas também a história de superação individual daqueles que são o principal motivo dessa solenidade”, destacou Felipe Bornier.

Conselho Deliberativo

Além do Segundo Secretário, o Conselho Deliberativo é formado pela Terceira-Secretária, deputada Mara Gabrilli (PSDB/SP), pelo presidente da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência (CPD), deputado Eduardo Bolsonaro (PSC/SP), além de deputados titulares da comissão e representantes dos partidos - indicados por seus respectivos líderes.

Essa foi a última etapa do processo de votação que se iniciou no mês de outubro, quando os conselheiros receberam um caderno de votação constando todos os inscritos divididos em duas categorias: Categoria 1 – Empresas/ONG’s e OSCIP’S e Categoria 2 – Personalidades e Entes Federados. Das mais de 170 inscrições, 20 finalistas foram selecionados, sendo que cada conselheiro pode eleger, nesta quarta, cinco em cada categoria, chegando ao número de dez agraciados.

Números

A participação direta da sociedade civil surpreendeu e o número de inscrições sem intermediação parlamentar chegou a 92 candidatos, mais da metade do total de inscritos. Destas, quase 80% foram de ONG’s, OSCIP’s e entidades sem fins lucrativos. Empresas públicas eram 13% e quase 95 empresas privadas. O sudeste apareceu como principal região na disputa com quase 60% das inscrições. Em seguida o Sul, com 14%. São Paulo concentrou 40% das inscrições autônomas, seguido pelo Rio de Janeiro, com 15% e Minas Gerais com 13%.

Já nas indicações feitas por parlamentares, 46% foram de ONG’s, OSCIP’s e entidades sem fins lucrativos, 23% personalidades e 16% entes federados, que inclui secretarias de Estado, universidades e hospitais. O Sudeste compareceu com 37%, seguindo pelo Nordeste com 17% e o Sul com 16%. Parlamentares de São Paulo, Santa Catarina e Minas Gerais foram os que mais fizeram indicações, com 19%, 10% e 9% das inscrições, respectivamente. A contratação e a capacitação de funcionários foi a ação mais inscrita, com 16% de presença.

Histórico

Criada em 2015, a premiação revolucionou o processo de indicação dos agraciados ao permitir, pela primeira vez, a participação da sociedade civil – de forma direta e sem intermediários. Empresas e entidades como ONG’S e OSCIP’S podem se inscrever diretamente pela internet, em processos simplificados – tudo virtual, on line e gratuito.

Este ano, a maior premiação do país voltada para a valorização da pessoa com deficiência teve mais de 170 inscrições válidas. Destas, cerca de 90 foram feitas sem intermediação parlamentar.

 O Prêmio Brasil Mais Inclusão trouxe em 2016 uma inovação no processo de escolha dos vencedores. Para dar mais tempo de análise dos candidatos, a votação foi dividida em duas etapas. Primeiro os conselheiros receberam o Caderno de Votação, um livro com todas as inscrições válidas recebidas. As informações foram publicadas na íntegra, preservando-se apenas dados sigilosos como endereços e telefones pessoais. A partir daí os parlamentares integrantes do conselho escolheram 20 candidatos finalistas de cada categoria. Os finalistas mais votados compuseram a cédula de votação usada na segunda e última etapa. E, finalmente, na reunião do Conselho Deliberativo, os conselheiros puderam escolher, por voto direto e secreto, os cinco vencedores da Categoria 1 – Empresas/ONG’s e OSCIP’S e cinco vencedores da Categoria 2 – Personalidades e Entes Federados.

Vencedores do Prêmio Brasil Mais Inclusão 2016

Categoria 1 – Empresas/ONG’S/OSCIP’S

  • Anglo American Minério Ferro Brasil S/A – Belo Horizonte, MG (n. 21-A)
  • Associação Serrana dos Deficientes Físicos – Lages, SC (n. 13)
  • Associação dos Deficientes Físicos do Estado do Rio Grande do Norte – Natal, RN (n. 80)
  • Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD) – Centro de Reabilitação Hebe Camargo - Campina Grande, PB (n. 76)
  • Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Colinas – Colinas do Tocantins, TO (n. 72)

Categoria 2 – Personalidades e Entes Federados

  • Instituto São Rafael – Belo Horizonte, MG (n. 07)
  • Memorial da Inclusão: os Caminhos da Pessoa com Deficiência – São Paulo, SP (n. 45)
  • Daniel José Dias Auer – Ponta Grossa, PR (n. 02)
  • Alex Garcia – Porto Alegre, RS (n.03)
  • Alice Rocha – São Caetano do Sul, SP (n. 14)

Fonte: Assessoria de imprensa do parlamentar. 

Redação PROS na Câmara

Sem tags