George Hilton defende ações integradas de cidadania no Parlamento do Mercosul

George Hilton participou ainda de reunião da Comissão de Assuntos Internacionais, Inter-regionais e de Planejamento Estratégico do Parlasul.

16/08/2016 às 11:08:00 | 224 visualizações

Após cerimônia de posse na sexta-feira (12) que o reconduziu, como membro titular, ao cargo de Representação Brasileira no Parlamento do Mercosul (Parlasul), o deputado George Hilton (Pros-MG) ressaltou a importância do bloco nas ações de cidadania na América Latina. A posse aconteceu na sede do Parlamento, em Montevidéu, capital do Uruguai.

“É preciso pensar o Mercosul para os próximos anos. É fundamental termos uma integração, não somente econômica, mas também dos povos da América do Sul. Precisamos uniformizar as ações de cidadania e de livre circulação de pessoas e de bens”, disse Hilton poucos minutos antes da posse.

Dentro da agenda de atividades parlamentares, Hilton participou ainda de reunião da Comissão de Assuntos Internacionais, Inter-regionais e de Planejamento Estratégico do Parlasul.

Histórico

Hilton é titular do Parlasul desde a sua criação, em 2007, estando ausente somente no período em que se licenciou da Câmara dos Deputados para exercer o cargo de ministro do Esporte, em 2015. O parlamentar foi um dos fundadores da representação e um dos organizadores do regimento interno da entidade.

“Vou continuar a missão que iniciei, da integração dos povos sul-americanos. O Parlasul promoverá integração política, educacional e cultural dos povos. E essa integração é fundamental para combater as assimetrias e promover o desenvolvimento socioeconômico da região”, disse Hilton.

O deputado aprovou requerimentos importantes no período em que se dedicou ao relacionamento com os países titulares do Mercosul, como a audiência pública para ouvir representantes dos ministérios das Relações Exteriores e da Justiça, sobre as exigências de registro de nascimento de cidadãos brasileiros no exterior.

George Hilton também foi vice-presidente da representação brasileira do Parlasul no Congresso Nacional.

Redação PROS na Câmara

Sem tags