Odorico Monteiro assume vice-presidência da CPI do DPVAT na Câmara

A criação da nova CPI recebeu o apoio de 196 deputados e vai investigar supostas irregularidades no pagamento do seguro de 2000 e 2015.

16/06/2016 às 12:22:00 | 290 visualizações

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do DPVAT na Câmara dos Deputados se reuniu nesta quinta-feira (16) para eleger seu presidente e seus vice-presidentes. Odorico Monteiro (Pros-CE) assume a 2º vice-presidência do colegiado. Foram contabilizados 28 votos no total e uma abstenção. Odorico recebeu o apoio de 27 parlamentares, contabilizando o maior número de votos, individualmente.

O deputado Marcus Vicente (PP-ES) assume a presidência do colegiado, seguido das deputadas Raquel Muniz (PSD-MG) e Gorete Pereira (PR-CE), que assumirão a 1º e 3º vice-presidências, respectivamente.

A criação da nova CPI recebeu o apoio de 196 deputados e vai investigar supostas irregularidades no pagamento do seguro de 2000 e 2015.

A CPI

A CPI vai investigar como foi administrado o dinheiro arrecadado com o DPVAT entre 2000 e 2015. A ideia é apurar denúncias da atuação de quadrilhas especializadas em fraudar acidentes que não ocorreram. Em 2015, por exemplo, o DPVAT arrecadou mais de R$ 8 bilhões, mas se estima que 25% desse total tenham sido desviados.

O Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Seguro DPVAT) garante a indenização de vítimas de acidentes de trânsito no caso de morte ou invalidez, e no custeio de despesas médicas. O seguro é cobrado anualmente dos proprietários de veículos, junto com o IPVA e o licenciamento do carro.

Redação PROS na Câmara

Sem tags